>> RESENHAS - ALGUMAS PALAVRAS...

ALGUMAS PALAVRAS...

COMUNICAÇÃO CRISTÃ NO RÁDIO E TV ESCOLA DOMINICAL, EVANGELISMO, ILUSTRAÇÕES, POESIAS, DEBATES (Fausto Rocha)

ALGUMAS PALAVRAS...

COMUNICAÇÃO CRISTÃ NO RÁDIO E TV
ESCOLA DOMINICAL, EVANGELISMO, ILUSTRAÇÕES, POESIAS, DEBATES
(Fausto Rocha)

Assim como se referiu o seu prefaciador, Russel Shedd, em COMUNICAÇÃO CRISTÃ NO RÁDIO E TV,  ao se referir à notável contribuição que o autor tem dado ao nosso País, como Deputado Federal e Secretário de Estado,  e que, naquela oportunidade,  acrescentava  mais uma:  a da idéia expressa na forma escrita, também nos rejubilamos  com mais este trabalho de Fausto Rocha, comunicador por excelência,  binômio cultura/ser humano, colaborador na realização plena  do homem como criatura de Deus  à sua imagem e semelhança.

Na leitura dos vários capítulos, vamos nos deparando com episódios testemunhais de sua vida, como radialista e homem de televisão, que permite ao leitor um palmilhar mais ameno, sem grandes tropeços, pode-se dizer mesmo “já meio caminho andado” para aqueles que optarem por adentrar ao campo vasto da comunicação,  pois que, grande apresentado, Fausto Rocha expõe as próprias experiências, constrói degraus a tantos quantos se identificam com as mesmas situações de ideal e de trabalho. Percebe-se aí,  não o  enaltecimento do jornalista, comunicador e  apresentador,  mas um alavancar de fatos vividos e fortalecidos no espírito de um Deus uno, criador do universo e de tudo que nele há, como faz questão de enfatizar durante toda a narrativa.

O autor, como já dissemos, vale-se das próprias experiências, quando traz a luz textos evangelísticos como crônicas  (testemunho nas diversas atividades congregacionais de sua igreja); quando, entre outras faces, nos  apresenta janelas de oportunidades como em ILUSTRAÇOES PARA PROGRAMAS, SERMÕES E ESCOLA DOMINICAL cap.6, p. 179. Mas, em grande parte do texto, faz enxertos maravilhoso como  AS MELHORES CRÔNICAS QUE JÁ LI (cap.1)  em que autores diversos, líderes nas suas comunidades relacionais (civis e religiosas) expõem fatos memoráveis, que enriquecem o dia-a-dia e proporcionam, ao leitor, momentos de reflexão e harmonia. Entre eles, citamos: TOMEI A PALAVRA, SENHOR, (Michel Quoist), e dela, “Tomei a palavra, Senhor, e estou rubro de raiva. De raiva, sim, pois agitei-me, gastei-me, esbanjei voz e gesto, e receio que o essencial não tenha sido dito, pois o essencial, Senhor, não está ao meu alcance e, para contê-lo, as palavras são estreitas demais.” (p.2). Em  PENSAMENTOS DE VÁRIOS AUTORES (cap.8),  pensamentos temáticos como os de FÉ, entre os quais, transcrevemos: “Religião é a busca do homem a Deus, por isso há muitas religiões; mas o evangelho é Deus buscando o homem, por isso mesmo há somente um evangelho.” (Karl Marx p.227). E  em POESIAS (cap. 9, p.226),


VIA LÁCTEA (XIII)
(Olavo Bilac)

 “Ora, direis, ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” Eu vos direi, no entanto
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir o sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?

Eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e entender estrelas.”


Um soneto belíssimo, que traduz toda a  sensibilidade a transbordar da alma do poeta;
um diamante que o autor nos disponibiliza para  a valorização da vida.

 

Fausto Rocha, advogado, professor, o homem de Deus (evangelista), autor de “A VOZ DO POVO NÃO É A VOZ DE DEUS” com mais de  meio milhão de exemplares distribuídos em todos os recantos do Brasil, chegando mesmo ao exterior; o  político, em APÊNDICE,  COMUNICAÇÃO DE MASSA, HISTÓRIA EM QUADRINHOS, p. 399-414,   material de campanha, 1986; o jornalista por excelência, comunicador e apresentador; a personalidade cultural agraciada com  comendas e outras titularidades;  e, nesta oportunidade, o autor de  COMUNICAÇÃO CRISTÃ NO RÁDIO E TV ESCOLA DOMINICAL, EVANGELISMO, ILUSTRAÇÕES, POESIAS, DEBATES, pela  cnp – Casa Nazarena de Publicações, Campinas, 2002, com 416 páginas testemunhais de pura didática comunicacional, e do homem compromissado com Deus e o ser humano. Na página, 415, último ato comunicacional explícito (foto do autor ao microfone); na 416, no branco do papel, um desejo de PAZ.

Concluindo, são 416 páginas de uma história de vida edificante, fundamentada nos valores sociais e da fé cristã, que recomendamos como compensadora leitura.
_____

Débora Novaes de Castro

São Paulo, 13 de maio, 2004

 

 

ENVIE PARA UM AMIGO          COMENTAR
Comentários (0 Comentário)
Debora Novaes de Castro © 2019 | Leia as regras de Direitos Autorais
SSL