>> POESIA MODERNA

ARROZAIS

De Débora Novaes de Castro. In CATAVENTO, São Paulo.1994, p.12..


ARROZAIS

Bati no portal de ferro
e ele não
não se abriu.

Esmurrei
montanhas
e minhas mãos
se feriram.

Chorei.
Minhas lágrimas
inundaram arrozais
preparando moivas
para as bodas!


Débora Novaes de Castro
(In Catavento, São Paulo.1994, p.12)


***

ENVIE PARA UM AMIGO          COMENTAR
Comentários (0 Comentário)
Debora Novaes de Castro © 2019 | Leia as regras de Direitos Autorais
SSL