>> HAICAÍSTAS CONVIDADOS

Masuda Goga (1911-2008)

" Masuda Goga (Hidekazu Masuda), haicaísta e estudioso do haicai, (Português/Japonês). Foi seguidor de Nempuku Sato, mestre já falecido e responsável pela divulgação do haicai entre os imigrantes japoneses no Brasil ..." (matéria do www. kakinet.com).


HAICAIS
(Orientais)


Libélula voando
pára um instante e lança
sua sombra no chão


Eco dos trovões:
O aguaceiro, de repente,
faz subir o rio


À noite... sozinho...
me deixam mais pensativo
os cantos de insetos


Uma aldeia pobre,
ao pé da serra de inverno -
mina antiga de ouro

***

Biografia: H. MASUDA GOGA (1911-2008)
(matéria do www. kakinet.com )

"Masuda Goga, haicaísta e estudioso do haicai, compondo tanto em português como em japonês. É seguidor de Nempuku Sato, mestre já falecido e responsável pela divulgação do haicai entre os imigrantes japoneses no Brasil. Em maio de 1987, participou da fundação do Grêmio Haicai Ipê. Em agosto de 1993, liderou a fundação do Grêmio Haicai Caleidoscópio, tendo em vista o estudo e a composição de haicais encadeados (renku). Suas pesquisas sobre o haicai no Brasil remontam a 1936. Travou relações de amizade com os poetas Jorge Fonseca Júnior e Guilherme de Almeida, com quem trocava idéias sobre a composição do haicai, tomando como exemplo o modelo japonês..."
----


Nota de Falecimento:

Masuda Goga , o Mestre Goga,
(Hidekazu Masuda 1911-2008)
morre em São Paulo, aos 97 anos de idade

O haicai brasileiro, enlutado. Há 28 de maio próximo passado, o mestre japonês, co-fundador do Grêmio Haicai Ipê-São Paulo (1987), fez a sua última viagem, e foi sepultado no jazigo da família Masuda, cemitério do Araçá, São Paulo. Estiveram presentes parentes, amigos, e associados do Grêmio Haicai Ipê de São Paulo, Santos e Rio de Janeiro. O monge Francisco Handa, do budismo zen, foi o oficiante do cerimonial. A família haicaísta brasileira, enlutada; mas seus fazeres artístico-literários,
seu zelo, empenho, e gosto em registrar os momentos especiais da vida, se tornam em herança para toda a humanidade.
De Goga, a nossa saudade. O colorido dos seus haicais continuará iluminando o nosso vale.

Débora Novaes de Castro 

 

 

ENVIE PARA UM AMIGO          COMENTAR
Comentários (0 Comentário)
Debora Novaes de Castro © 2019 | Leia as regras de Direitos Autorais
SSL